terça-feira, 10 de dezembro de 2013

O "mui" amigo

Texto básico: Lucas 22:1-6
Versículo chave: “Judas concordou e buscava uma boa ocasião de lho entregar sem tumulto.” (Lucas 22:6)

Creio que um dos piores sentimentos que qualquer ser humano pode experimentar é o da traição. Traição dói! Quer seja a traição por parte de um cônjuge, quer seja por algum amigo ou parente muito chegado.
O que nem sempre levamos em conta é o fato de que “a pessoa que mais nos decepciona é aquela que está perto de nós!”. Um estranho não nos decepciona, afinal, não esperamos nada dele mesmo. Mas, alguém que caminha junto conosco poderá, infelizmente, nos decepcionar ou nos trair algum dia...
Foi isso o que Jesus experimentou. Após conviver por cerca de três anos com Seus discípulos, um deles armou uma verdadeira arapuca. Judas foi um “mui amigo”, como costumamos dizer. No entanto, tudo isso estava dentro dos planos do Senhor para a nossa redenção.
A lição para cada um de nós é justamente NÃO ter a mesma atitude de Judas. Deus nos colocou aqui neste lugar para sermos amigos fiéis. Devemos para isso, aprender a perdoar e a pedir perdão sempre que algum problema ocorrer entre nós.

CONCLUSÃO

  • Para os casados, pergunto: Você tem sido fiel ao seu cônjuge em todos os momentos da sua vida? Especialmente em pensamento?

  • Você tem sido uma pessoa amigável e boa para se conviver? Em nossas igrejas temos a oportunidade de estreitar os nossos laços fraternos e, queira o Senhor, que sejamos todos “ótimos amigos” (e irmãos!), como diz aquela canção: “amigos para sempre”!


O segredo de uma grande amizade, não está no fato de que erros nunca existirão,
mas no quanto estamos dispostos a perdoar o nosso irmão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário